fbpx

Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

Veja os perigos de adquirir um veículo baixado
Veículos

Veja os perigos de adquirir um veículo baixado

Você sabe o que é um veículo baixado? Caso não, recomendamos a leitura deste artigo. Assim, você se prepara para ficar longe desse tipo de carro. Afinal, ele é sinônimo de muitos problemas para os compradores.

Um veículo baixado nada mais é do que um carro que sofreu um dano irreversível — na maior parte das vezes, no chassi. Ou seja, é aquele automóvel que sofreu um acidente e que deu perda total na avaliação da seguradora. Ele não tem nem mesmo autorização legal para continuar rodando.

Neste post, vamos explicar detalhadamente os perigos de se comprar um veículo baixado e como evitar cair nessa armadilha. Continue com a gente para aprender mais sobre o assunto!

Problemas dos carros baixados

Você já viu a foto de um carro avaliado como “perda total” por uma seguradora? É normal que não se tenha coragem para andar nesse tipo de veículo, mesmo após ele ter sido consertado. Na verdade, mesmo que haja o desejo de comprar um veículo que passou por esse processo, o fato é que a lei não permite que ninguém o faça.

Após um acidente que inutiliza o veículo, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) registra o automóvel como “baixado” em seu sistema. Dessa forma, a sua comercialização e utilização se tornam ilegais — exceto se a sua venda for para utilização como sucata ou aproveitamento de peças para a reposição em outro carro (e mesmo assim há restrições).

O perigo de comprar um veículo baixado

Apesar da proibição, há uma série de lojas de veículos usados que insistem em comercializar esse tipo de carro, geralmente por meio de adulteração nos documentos. É aí que começa o perigo de uma pessoa de bem — com a melhor das intenções de adquirir um automóvel para passear com a família, locomover-se entre sua casa e o trabalho ou, até mesmo, para desenvolver suas atividades profissionais — acabar se tornando vítima de criminosos.

Rodar em um veículo baixado traz riscos enormes. Defeitos, quebras de peças e falhas gravíssimas podem ocorrer a qualquer momento, colocando em perigo a vida do motorista e dos passageiros. Um automóvel com defeito no chassi pode, por exemplo, partir-se ao meio ao passar por um buraco, provocando um acidente possivelmente fatal.

Como o Detran opera de forma independente em cada estado, e as regras podem variar em diferentes regiões brasileiras, é preciso estar sempre atento. A melhor forma de evitar comprar um veículo baixado é realizando a vistoria de transferência (feita quando um carro é repassado para outro dono). Porém, nem todas as cidades brasileiras exigem essa vistoria.

O que observar ao comprar um carro

Quando um carro é baixado, ele certamente sofreu um acidente grave. Por isso, mesmo que tenha passado por um conserto, a sua estrutura está comprometida, e isso pode ser verificado antes mesmo de fechar a compra.

Confira, a seguir, alguns itens que não podem deixar de ser verificados na hora de adquirir um veículo:

Powered by Rock Convert
  • vazamentos de óleo;
  • firmeza da direção;
  • trocas de marcha corretas;
  • ruídos anormais;
  • vibração no volante;
  • diferença de tons na pintura;
  • quilometragem (prefira carros com menos quilômetros rodados);
  • folga nos pedais.

Tenha a certeza de que carros vendidos por um preço muito abaixo da média de mercado provavelmente têm algum problema sobre o qual não estão lhe avisando. Nesse caso, não necessariamente se trata de um veículo baixado, mas essa é uma das possibilidades.

Lembre-se de que um conserto bem feito é difícil de ser identificado, até mesmo por mecânicos experientes (embora algum sinal quase sempre entregue a verdade a respeito dos automóveis).

Como evitar problemas com esse tipo de carro

Quando alguém tem interesse em comprar um carro seminovo ou usado, é essencial checar se tudo está ‘OK’ antes de fechar o negócio. Lataria, estofado, direção, desgaste dos pneus, potência do motor… Todos esses aspectos são muito importantes e podem ser avaliados de perto, tanto pelo comprador quanto por um mecânico de confiança.

No entanto, há algo que nem mesmo o mais experiente dos profissionais da área automotiva pode garantir: se o chassi está baixado no Detran ou não. Uma consulta ao departamento de trânsito local permite que você obtenha essa informação.

Empresas especializadas fazem vistoria completa

Há empresas que vão além e fazem uma consulta de procedência e de histórico geral do veículo. Dessa forma, os interessados podem ter acesso a registros importantes sobre o carro, que vão além do próprio fato de ele estar baixado ou não.

Além da vistoria mecânica, a parte de documentos e registros também pode ser analisada, incluindo nesse processo:

  • checagem dos documentos;
  • verificação de todo o histórico do veículo;
  • averiguação das gravações de chassi e motor;
  • validade de peças e mangueiras;
  • disponibilidade de equipamentos de segurança.

O investimento em um carro deve ser algo que traga alegria e benefícios para os compradores, e não dor de cabeça e problemas. A vistoria e a checagem de documentos e registros oferecem uma garantia a mais para quem está investindo em um veículo seminovo ou usado.

O processo de vistoria busca oferecer tranquilidade para o comprador de um automóvel. Para isso, as melhores empresas do ramo oferecem, inclusive, selos de inspeção que certificam o veículo.

Ficou claro por que comprar um veículo baixado não é uma boa ideia? É claro que ninguém faria isso em sã consciência, mas há uma série de empresas que não levam a proibição a sério e, com isso, colocam em risco a vida de pessoas que apenas buscam oferecer um pouco de conforto a suas famílias.

Para evitar que você passe por esse risco, basta seguir os passos mencionados ao longo deste artigo. A lei brasileira proíbe a venda de veículo baixado e garante que todas as pessoas possam adquirir seus carros com total segurança. De todo modo, é importante seguir todos os cuidados para levar um bem de qualidade e não algo que vá trazer problemas.

Gostou das dicas? Quer continuar bem informado a respeito de outros temas relacionados a carros e vistorias automotivas? Assine a nossa newsletter e acompanhe as nossas novidades!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *