fbpx

Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

Os 6 problemas mais comuns em carros usados
Veículos

Os 6 problemas mais comuns em carros usados

A compra de carros seminovos é uma prática muito comum entre os brasileiros. Muitas pessoas são atraídas pelos preços mais baixos e pelas boas condições aparentes do veículo. No entanto, o comprador deve estar atento aos problemas mecânicos em carros, pois eles podem se tornar uma grande dor de cabeça.

Ao optarmos por um carro usado, devemos ficar seriamente atentos a alguns aspectos que envolvem a compra e podem impactar negativamente seu sucesso. Pontos como ano do veículo, quilometragem rodada, se já houve problemas mecânicos anteriores e de que tipo, entre outros, devem ser observados.

Todos esses fatores influenciam a aquisição de um carro usado, na medida em que, a depender do problema que o veículo apresenta, a empreitada pode ser muito prejudicial.

Ficou curioso para saber que problemas mecânicos em carros usados são mais recorrentes e quais aspectos você deve analisar antes de comprar um? Então, continue a leitura que vamos ajudá-lo mostrando os 6 problemas mais comuns!

1. Estado dos pneus

Um dos primeiros aspectos que podem ser verificados pelo comprador de um carro usado são os pneus. Problemas nessas partes do veículo podem ser facilmente identificados a olho nu por meio de uma observação cautelosa de algumas características.

O vendedor deve ser muito honesto ao dizer quando colocou o jogo de pneus e dizer se eles são novos, “meia vida” ou já estão velhos. O comprador analisará o estado dos pneus observando os sulcos e as pequenas partes em borracha chamadas “cabelinhos dos pneus”. Se eles ainda estiverem presentes e os sulcos ainda se encontrarem pouco gastos, o pneu é novo e está em boas condições.

Por outro lado, se o pneu estiver gasto (o chamado pneu careca), você deve trocá-lo ou pedir para que o vendedor o faça. Outra saída é abater o valor a ser pago com a troca de pneus no valor final do veículo.

2. Parte elétrica

Um componente que se desenvolveu muito nos veículos nos últimos anos foi a parte elétrica. Cada vez mais moderna, ela é responsável tanto por itens de conforto para motorista e passageiros, quanto por aspectos essenciais ao funcionamento do carro.

A manutenção nesses elementos costuma ser mais cara devido ao gasto com mão de obra. Antes de adquirir um carro, cheque todas as luzes e veja se estão funcionando corretamente. Analise também os fusíveis e outros componentes do veículo que envolvem a parte elétrica, como vidros e travas.

Caso verifique que algum deles não está trabalhando corretamente, peça ao vendedor para resolver ou abater no valor. Mas esteja certo de que esse problema não é recorrente ou decorre de algo mais grave.

3. Engate das marchas

Se há um item que apresenta problemas mecânicos em carros e que é um grande terror para os motoristas é a caixa de câmbio ou caixa de marchas. Esse defeito é muito temido porque, geralmente, sua manutenção tem custo elevado e deixa o veículo por um longo período nas oficinas mecânicas.

Na análise antes de fechar o negócio, veja se as marchas se encaixam bem e se estão bem calibradas. Procure ir a locais em que você possa desenvolver o carro colocando as marchas de maiores velocidades, como quinta ou superiores.

Se há dificuldade no engate de alguma marcha, é provável que a caixa está com problemas ou, até mesmo, que já tenha sido aberta para manutenções mais profundas.

4. Alinhamento da carroceria

Neste tópico, trataremos de uma das principais preocupações de quem adquire um carro usado: será que ele já foi batido?

Carros que já sofreram batidas fortes (ou até capotamentos) costumam ficar com a carroceria desalinhada. Esse fato é facilmente identificado: cheque as portas, o capô e a tampa do porta-malas. Veja se elas se fecham com facilidade e se não fica nenhum espaço aberto.

Verifique também as chamadas “colunas do veículo”, que são as partes de metal atrás das portas que seguram o teto. Perceba se estão retas e em perfeito estado. A presença de massas em algumas partes da lataria pode indicar que houve reparos (mal feitos) decorrentes de batidas.

Powered by Rock Convert

Desalinhamento e fragilidade na carroceria denunciam que o carro já se envolveu em acidentes e podem ocasionar sérios problemas ao novo dono.

5. Barulho nas correias

O novo proprietário deve estar alerta a todos os ruídos que o carro faz. Contudo, antes de dirigir, coloque o motor para funcionar, abra o capô e aproxime os ouvidos do barulho que ele está fazendo. Alguns problemas podem ser identificados.

Observe se há alguma espécie de chiado agudo vindo das polias, pois isso pode ser indicativo de que as correias estão desgastadas e será necessário trocá-las.

Uma correia muito importante, a chamada correia dentada do motor, não dá sinal de desgaste e não faz barulho. Por isso, é fundamental levar o veículo ao mecânico para que ele diga se é necessário comprar uma nova. Caso ela se rompa, o prejuízo é bastante grande.

6. Problemas no motor

O motor é o coração do veículo. Problemas mecânicos em carros que têm como causa o motor são tão sérios e caros que podem fazer a compra de um carro usado não valer a pena. Você pode checar se há problemas ao ver a temperatura em que o motor está atuando, se há água suficiente no reservatório e os tipos de barulho que ele produz.

Além disso, se estiver saindo uma fumaça excessiva do cano de descarga, pode ser um indicativo que o motor do veículo está com problemas e, provavelmente, terá que passar por uma retífica.

Se o motor apresenta falhas ou o carro “engasga”, vários problemas podem estar acontecendo, como:

·       bomba de combustível ruim;

·       bicos injetores sujos ou entupidos;

·       cabeçote desgastado;

·       vela cansada;

·       carburador com acúmulo de sujeira;

·       baixa pressão.

É essencial que você identifique essas questões antes da compra. Sempre procure a opinião de um mecânico especializado para ajudar você. Esses problemas mecânicos em carros que derivam do motor são extremamente caros e difíceis de resolver.

Como pudemos perceber, problemas mecânicos em carros podem ser constatados com uma análise precisa de alguns de seus componentes, aliada à ajuda de um profissional da área mecânica. Ao adquirir um veículo, sempre esteja atento a esses pontos. Desse modo, você evita gastos e problemas com o antigo dono.

E aí, esse post foi útil para você? Vai colocar em prática as dicas dadas na compra do seu próximo veículo? Aproveite e ajude outros motoristas compartilhando este artigo nas suas redes sociais!

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *