O que reprova na vistoria veicular? Entenda agora!

o que reprova na vistoria veicular
9 minutos para ler

Adotar os cuidados certos com o automóvel é uma obrigação de qualquer motorista, pois é a melhor maneira de evitar multas e acidentes. Mas, para atingir esses objetivos, uma iniciativa crucial é se informar sobre o que reprova na vistoria veicular.

Não adianta justificar que você desconhece os procedimentos da legislação para deixar de ser punido, tudo bem? Nesse sentido, é indispensável saber o que deve ser feito para o carro não apresentar nenhuma irregularidade, ao ser vistoriado.

Neste post, vamos abordar vários itens relativos ao serviço de vistoria, para que você não enfrente problemas com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Confira!

Saiba o que é a vistoria veicular

Essa atividade consiste em uma avaliação obrigatória para os automóveis que estão no Brasil. Ela deve ser executada em cada estado pelo Detran ou empresas credenciadas como a Olho Vivo Vistorias e tem como principais objetivos constatar se o veículo está em situação regular, verificar a autenticidade da documentação e avaliar as condições do carro para circular nas vias. A vistoria precisa ser feita quando ocorre a transferência de propriedade do automóvel para regularizar a negociação.

Ela é necessária para transferência de propriedade, município ou regularização; e para licenciar os carros fabricados há mais de cinco anos, em alguns estados. Além disso, prioriza o combate à circulação dos modelos que não seguem as especificações do fabricante e não estão nas condições ideais de uso. Para entender melhor o que reprova na vistoria veicular, é recomendado conhecer os procedimentos a serem feitos antes de começar a avaliação do automóvel.

Um deles é apresentar o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos). Para a transferência, também é indispensável pagar todos os impostos relativos ao automóvel e as multas de trânsito. O proprietário ainda é obrigado a levar ao Detran vários documentos, como a cópia e a original da Carteira de Identidade, do CPF e do comprovante de residência.

Em alguns estados, o motorista deve pagar uma taxa para fazer a vistoria ― cujo valor varia de um estado para outro ― e preencher o formulário do Renavam (Registro Nacional de Veículos) no site do Detran da unidade da federação onde mora.

Caso considere complicado seguir esse processo por motivos pessoais, pode ser avaliada a contratação de um despachante. Esse profissional conhece os procedimentos burocráticos do Detran e ajuda na resolução de pendências relativas à documentação.

Conheça a diferença entre vistoria e inspeção veicular

Muitas pessoas acreditam que esses dois conceitos têm o mesmo significado, mas tratam-se de dois processos distintos. A vistoria veicular, como já abordamos, se limita a uma avaliação visual do carro, em que são verificados itens como número de motor, chassi, documentos, equipamentos obrigatórios, itens de segurança, entre outros. Aqui, não são utilizados equipamentos de teste — como medidor de RPM, decibelímetro e anemômetro, por exemplo.

A inspeção veicular, por sua vez, tem o objetivo de avaliar todas as condições do veículo, a partir de testes realizados com instrumentos de medicação altamente calibrados. Eles serão usados para verificar se os resultados estão dentro das normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA).

Essa inspeção é feita por um engenheiro ou técnico especializado, com registro no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), sempre que as características do automóvel sofrem alterações, como mudança de motor e de rota, implantação de kit gás, entre outros.

Fique atento aos itens obrigatórios

Uma boa maneira de eliminar as dúvidas sobre o que reprova na vistoria veicular é verificar os itens avaliados durante esse procedimento. Pensando nisso, listamos alguns deles, como:

  • buzina;
  • espelhos retrovisores da parte interna e externa;
  • faróis dianteiros da cor branca e amarela;
  • faroletes;
  • limpador de para-brisa;
  • lanterna de marcha a ré;
  • lanternas traseiras de cor vermelha;
  • lanternas que apontam a direção;
  • lanterna que ilumina a placa;
  • para-choques dianteiros e traseiros;

Na vistoria também são observados aspectos relativos à segurança do veículo, como o estado de conservação dos pneus. Apesar de não mais obrigatório, caso tenha, outro ponto analisado é se o extintor de incêndio está no prazo de validade e se está funcionando corretamente. O dispositivo de sinalização, quando o carro está parado em uma via para conserto, os cintos de segurança, o estepe, macaco e demais equipamentos necessários para a troca de pneus são outros itens observados na vistoria veicular.

Como você pode perceber, são muitos os detalhes que devem ser observados pelo motorista. Por isso, é necessário ter muita atenção para não se esquecer de nenhum equipamento obrigatório do veículo e conseguir a aprovação do Detran.

Veja o que reprova na vistoria veicular

Por mais perfeccionista que o proprietário seja, o risco de haver algum problema com o automóvel sempre está presente. Para diminuir a possibilidade de reprovação na vistoria, o motorista deve evitar que os veículos sejam rebaixados ou apresentem algum defeito relativo à integridade na suspensão.

Também é válido dar atenção especial aos pneus, porque é imprescindível estarem devidamente conservados e com uma largura que não ultrapasse a carroceria. Outro cuidado é com as janelas, que não podem estar quebradas ou rachadas. Caso tenha um carro blindado, é fundamental que essa característica esteja especificada na documentação.

A blindagem não pode apresentar, em hipótese nenhuma, desgastes visíveis, como as bolhas de ar. Com relação aos vidros que têm a película de proteção, a vistoria constata se esse item está seguindo as regras do Código de Trânsito Brasileiro — películas refletivas não são permitidas.

Também reprova o fato de estarem ilegíveis o número do chassi e o do motor, sendo ideal que não haja nenhuma rasura ou indícios de adulteração nesses itens. Etiquetas de identificação e gravações nos vidros são outros itens analisados na vistoria e, em caso de divergência ou irregularidade, serão passíveis de reprova.

Entenda quais condições são necessárias para que o carro passe na vistoria

Agora que você já sabe quais são os itens obrigatórios que podem causar a reprovação de vistoria, preparamos algumas dicas simples, para que esse processo ocorra sem nenhum tipo de problema. Confira:

  • mantenha os pneus em boas condições e se lembre de que sua largura não deve ultrapassar o limite da carroceria;
  • garanta que as lanternas, faróis e sinalizadores estão em perfeito funcionamento;
  • só deixe a película de proteção nos vidros do carro se ela estiver de acordo com as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro;
  • mantenha as portas e limpadores de para-brisa funcionando sem dificuldades;
  • certifique-se de que aos vidros de segurança não tenham rachaduras;
  • jamais rebaixe seu carro, pois isso vai afetar a integridade da suspensão e também é motivo de reprovação de vistoria.

Se você ficar atento a todos esses itens, pode ter certeza de que as chances da vistoria ocorrer com sucesso serão muito maiores. E, caso esteja planejando fazer qualquer tipo de alteração nas características do carro, obtenha a autorização do Detran, antes de fazer a mudança.

Pense no que fazer caso for reprovado

Não basta entender o que reprova na vistoria veicular, pois é necessário adotar medidas para o automóvel ser regularizado, em casos de uma avaliação ruim. Antes de tudo, para evitar que isso aconteça, é preciso se prevenir e tomar alguns cuidados. Saiba quais são os principais:

  • faça o agendamento junto ao Detran de forma correta;
  • leve toda a documentação necessária e o manual do proprietário do veículo. Os documentos devem estar em dia;
  • mantenha a originalidade das características do carro;
  • verifique se todos os equipamentos que listamos estão em perfeitas condições.

Se, após a vistoria, o laudo comprobatório apresentado pelo Detran ou pela ECV (Empresa Credenciada de Vistoria) indicar más condições do veículo, é necessário agendar uma nova análise. Caso o problema persista, a reprovação é ratificada com prazo de 30 dias para regularizar o carro. Qualquer defeito nos equipamentos obrigatórios ou a ausência deles deverá ser corrigida.

Aposte na prevenção

Uma iniciativa relevante para não ser reprovado na avaliação do Detran ou ECV (Empresa Credenciada de Vistoria) é fazer uma vistoria cautelar ou preventiva, antes da aquisição do seu automóvel. Há empresas que prestam esse serviço e proporcionam bons resultados para os clientes. Um exemplo é a Olho Vivo Vistorias, que conta com profissionais qualificados e experientes para manter o veículo em perfeito estado de conservação e analisar os itens de identificação.

empresa ainda trabalha de forma que as atividades de vistoria contribuam para combater roubos e furtos de automóveis. Além disso, prioriza informar os clientes sobre possíveis adulterações ou clonagem do veículo. Esse cuidado é indispensável para entender o que reprova na vistoria veicular.

Na medida em que o proprietário está informado sobre os deveres com o veículo, as chances de ter algum problema relativo à conservação e à documentação do patrimônio serão reduzidas. E lembre-se: contar com ajuda especializada é uma alternativa muito interessante para prevenir situações desagradáveis.

Está interessado em conferir outras informações relevantes e melhorar os cuidados com o seu veículo? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter. Assim, você vai receber todas as novidades do nosso blog, diretamente em seu e-mail, ficando por dentro das melhores dicas e orientações para o seu dia a dia!

Você também pode gostar

6 thoughts on “O que reprova na vistoria veicular? Entenda agora!

  1. Meu carro Foi Capotado e esta visivel a falta de competencia do funileiro entrem alinhamento de portas oque fazer para q seje transferido sem haver problemas?

    1. Bom Dia, Gabriel! Sem problemas, na vistoria de transferência vai ser verificado itens de segurança, equipamentos obrigatórios e documentação do veículo, porém na vistoria cautelar você pode ter algum problema que pode reprovar seu veículo, segue link https://blog.olhovivovistorias.com.br/o-que-e-laudo-cautelar-veicular/.
      Qualquer dúvida entre em contato, ou procure a unidade Olho Vivo Vistorias mais próxima de você!!!

    1. Boa Tarde Daniel, tudo bem? Se o farol implicar em alteração visual que aparente ser de outro modelo de veículo possivelmente sim. Aconselho procurar um órgão do Inmetro que realiza um laudo de nome CSV ( Certificado de Segurança Veicular). Eles são responsáveis em atestar modificações.
      Sugiro também a leitura de dois artigos no blog
      https://blog.olhovivovistorias.com.br/vistoria-veicular/
      https://blog.olhovivovistorias.com.br/modificacao-de-carros/

      Muito obrigado! Siga nossa pagina oficial no Instagram – @olhovivofranchising
      Vistoria Automotiva
      com segurança e confiança é aqui!

    1. Bom Dia Alexandre. Para análise na vistoria, o item a ser analisado é o farol, que compõe o conjunto de lente e lâmpadas. Portanto se a lente está quebrada é considerado farol danificado no item do Detran. Sendo assim é um item de reprova.

      Espero ter esclarecido sua dúvida.
      Muito obrigado! Siga nossa pagina oficial no Instagram – @olhovivofranchising
      Vistoria Automotiva
      com segurança e confiança é aqui!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.