fbpx

Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

Não seja enganado! Descubra como saber se o odômetro foi alterado
Veículos

Não seja enganado! Descubra como saber se o odômetro foi alterado

A quilometragem de um veículo é um dos principais aspectos analisados na hora de uma nova aquisição. Por isso, muitos vendedores tentam adulterar esse valor e enganar quem está comprando o carro. A boa notícia é que tem como saber se o odômetro foi alterado.

Se você quer descobrir como fazer isso e evitar ser enganado, continue conosco. Neste post vamos esclarecer o que é o odômetro, como prevenir fraudes e o que acontece caso elas ocorram. Fique atento e boa leitura!

Para que serve o odômetro?

O odômetro é o instrumento responsável pela medição da quilometragem percorrida por um veículo. Apesar dos carros mais novos apresentarem uma estrutura que permite a rodagem de uma distância maior sem grandes prejuízos, muitos compradores preferem aqueles “pouco rodados”.

Por essa razão, alguns vendedores tentam adulterar o odômetro a fim de informar uma quilometragem total menor do que a que o veículo realmente percorreu. Com isso, a venda se torna facilitada.

Em geral, ainda existem dois tipos de odômetro no mercado:

  • mecânico — caído em desuso pela grande possibilidade de alteração;
  • digital — mais moderno e confiável, além de apontar grande precisão.

Como prevenir a fraude?

Apesar dos dois equipamentos, é importante se manter atento sobre como saber se o odômetro foi alterado. Confira as dicas a seguir.

Verificar o carimbo das revisões

As revisões realizadas em concessionárias resultam em carimbos no manual do proprietário. É importante conferir se os intervalos informados correspondem à quilometragem no painel do carro.

Quem realiza o serviço em oficinas deve exigir notas fiscais ou adesivos que informem esses dados com datas. Vendedores que omitem essas informações podem estar fazendo isso justamente para esconder adulterações e o histórico do veículo.

Powered by Rock Convert

Analisar os pneus

Um jogo de pneus pode durar entre 40 mil e 60 mil quilômetros — ou cerca de 5 anos. Assim, é possível ter um parâmetro caso os pneus ainda sejam originais de fábrica ou estejam no segundo jogo. Para conferir a data dos pneus, basta verificar o número constante depois da sigla DOT. São 4 dígitos, que indicam a semana e o ano em que foram fabricados. Se não for o jogo original, os pneus devem estar em ótimo estado para garantir pouca rodagem. Do contrário, vale desconfiar.

Identificar o pedal da embreagem

Quanto mais utilizado for o carro, maior será o desgaste da embreagem e de outros recursos do veículo, como banco e volante. Em geral, um carro que tenha percorrido até 50 mil quilômetros não deve ter nenhuma marca aparente nesses itens, eles devem parecer novos.

Com uma quilometragem de até 100 mil, é possível identificar um desgaste baixo. Já se o pedal tiver marcas aparentes de metal, o volante estiver liso ou a espuma do banco estiver notavelmente gasta, é preciso ficar atento.

Observar a parte externa

O interior do carro tem muito a comunicar sobre o seu uso. No entanto, muitos aspectos externos também podem ajudar na avaliação. Desgaste externo indica quilometragem alta, então melhor evitar veículos com faróis amarelados e partes da pintura queimadas.

Procurar ajuda de profissionais de confiança

Se mesmo assim for difícil identificar, é válido procurar uma empresa ou um profissional de sua confiança antes de comprar o carro. Assim, será possível realizar várias verificações sob os olhos de quem é acostumado a procurar por esse tipo de fraude. Além disso, um proprietário que não mexeu no odômetro do carro não tem por que se negar a uma revisão de terceiros.

O que o Código de Defesa do Consumidor garante em caso de alteração?

A fraude de odômetro configura crime, previsto no artigo 171 do Código Penal. Além disso, o Código de Defesa do Consumidor diz que quaisquer envolvidos serão responsabilizados por vícios ocultos de qualidade sobre a venda de um bem.

Desse modo, se a fraude for comprovada, o criminoso pode ser condenado a ressarcir o valor causado pelo dano material, além de ter que pagar pelo dano moral de abusar da boa-fé do comprador e cumprir detenção de 2 a 5 anos.

Agora que você já viu como saber se o odômetro foi alterado, aproveite para visitar o site da Olho Vivo Vistorias e conhecer nosso trabalho!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *