Por que existem carros com maior desvalorização? Descubra agora!

carros com maior desvalorização
4 minutos para ler

O que leva um bem de consumo à perda de valor econômico? Essa é uma pergunta recorrente feita pelos consumidores, principalmente os interessados em comprar ou vender um veículo.

No entanto, o processo de depreciação é algo comum e depende de determinadas variáveis — algumas do mercado, outras de responsabilidade dos próprios proprietários. Todas elas, de maneira direta, afetam a entrega de valor do produto.

Dessa forma, quais são os principais fatores que contribuem para o decréscimo de preço? Neste post, confira elementos a serem observados nos carros com maior desvalorização.

Cor do veículo

Quando for escolher a cor do seu automóvel, é importante levar em consideração que os tons mais neutros apresentam maior aceitação no mercado de revenda.

Preto, prata e branco são as cores mais procuradas, enquanto outras menos usuais — verde, vermelho e amarelo, por exemplo — têm baixa demanda por parte dos consumidores.

Dessa forma, a tendência é que carros com cores menos tradicionais sejam menos procurados e, portanto, resultem em maior índice de desvalorização.

Visual externo e estética

Existem diversos fatores que são observados na formação do preço e que pesam na oferta que será feita ao proprietário. Assim, é fundamental manter um bom estado de conservação e a estética original do veículo.

Nesse sentido, observe itens externos e internos que possam desvalorizá-lo, como:

·       peças repintadas;

·       avarias e pequenos amassados na funilaria;

·       estrutura das rodas, parafusos e calotas;

·       estado da pintura externa e interna;

·       rasgos e manchas no estofamento;

·       odores persistentes (de animais domésticos e de cigarro, por exemplo).

Estrutura mecânica e acessórios

O funcionamento incorreto de componentes mecânicos e dispositivos é observado com frequência nos casos de carros com maior desvalorização. Portanto, deve-se atentar ao estado de preservação dos seguintes itens:

·       suspensão;

·       discos e pastilhas de freio;

·       óleo de motor;

·       estepe e pneus;

·       vidros elétricos;

·       ar-condicionado;

·       comandos no volante;

·       faróis e lanternas.

Os proprietários devem guardar todas as notas fiscais de revisões e trocas de peças, pois elas podem servir para garantir ao futuro comprador que o veículo foi bem cuidado durante o tempo em que foi utilizado. Com isso, pode-se conseguir um melhor valor na revenda, já que o interessado se sentirá mais seguro para comprá-lo.

Quilômetros percorridos

A quantidade de quilômetros rodados é um dos principais fatores de desvalorização. Logo, mesmo que o veículo apresente bom estado de conservação, as ofertas para compra serão menores.

Isso também acontece em casos nos quais o automóvel foi utilizado por empresas de locação, taxistas ou motoristas de aplicativo. Dada a utilização constante do bem, a tendência é que seu índice de depreciação aumente.

Documentação e impostos

Um dos cuidados básicos que também devem ser considerados na desvalorização de um automóvel é a documentação em dia. Ela se torna um facilitador, porque se os pagamentos do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e do DPVAT (seguro do trânsito — danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre) estiverem quitados, o comprador poderá optar pelo financiamento.

Isso faz com que o processo de transferência do carro se torne mais ágil. Em casos nos quais o veículo não apresenta os impostos pagos, o interesse por ele pode diminuir e, consequentemente, sua cotação no mercado cair.

A depreciação de um automóvel é um processo econômico comum e habitual, determinado pelas condições do bem e pelo interesse dos compradores. Dessa maneira, no momento da compra ou da venda, é crucial que os interessados analisem atentamente itens que são essenciais para determinar o grau de desvalorização específico de cada veículo.

Gostou deste post sobre carros com maior desvalorização? Então, sinta-se livre para deixar suas experiências ou relatos nos comentários abaixo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.