fbpx

Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

7 possíveis causas do barulho no motor do seu carro
Veículos

7 possíveis causas do barulho no motor do seu carro

Quem dirige há um certo tempo, sabe a dor de cabeça que um barulho no motor pode representar. Os motivos que provocam isso podem ser diversos, mas não devem ser deixados de lado — o ideal é que eles sejam identificados o mais rápido possível.

Neste post, você vai entender quais são as causas mais comuns dos ruídos, que tipo de problema esses sons costumam representar e o que fazer para evitá-los. Preparado? Então, vamos lá!

1. Perda de tensão da correia dentada

A correia dentada é o que coordena a abertura das válvulas seguindo o virabrequim. A perda de tensão na peça é uma das razões mais comuns para ruídos no motor do veículo. Os danos podem chegar a outras partes do carro, já que há o choque entre o pistão e as válvulas, e o conserto muitas vezes sai com um custo alto. A recomendação é verificar o estado da correia dentada a cada 15 mil km, além de tomar cuidado com a sujeira nos componentes.

Em alguns casos, pode ser preciso fazer uma retificação no cabeçote. Se o veículo estiver em movimento no momento em que a correia se romper, os pistões podem ser danificados e avariados.

2. Pouca água no radiador

O radiador é composto de muitos elementos: válvula termostática, bomba d’água, sensor de temperatura, líquido de arrefecimento, entre outros. Trata-se do responsável por regular a temperatura do carro. Por consequência, a falta da água faz com que o radiador não cumpra sua função térmica. E o que isso significa? Na prática, que o veículo vai superaquecer, chegando a danificar a bomba d’água, as juntas do motor e até fundi-lo.

Para evitar esse tipo de problema, verifique regularmente o nível de água e fique de olho no medidor térmico do painel. A limpeza também é importante, assim como o uso de líquidos de arrefecimento adequados para garantir que no final a temperatura seja a certa.

3. Problemas no cabeçote

O cabeçote é a parte do carro que lida com a entrada e saída de ar e do combustível nos cilindros. Geralmente, ele é feito de alumínio, pois é um material que funciona bem em altas temperaturas. O elemento que mais costuma dar problemas no cabeçote é a junta. Sem a junta, a refrigeração e as câmaras de combustão podem ficar comprometidas. Os sintomas mais comuns são o superaquecimento do motor e o vazamento de água nos cilindros.

Em alguns casos, o barulho no motor aparece quando o carro dá a partida. A fumaça visível também costuma ser considerada um sinal de problemas, principalmente se for de cor azulada ou preta.

4. Quebra de suportes do motor

O motor costuma receber o suporte de coxins, isto é, peças de borracha que ajudam a reduzir a vibração do chassi. Balanços bruscos como o de estradas irregulares por muito tempo podem provocar danos nessa parte do carro. Além do barulho no motor, o principal sintoma do problema nos coxins é a vibração excessiva, ainda mais visível em pistas repletas de buracos. A quantidade de suportes varia, geralmente os carros usam entre três e cinco no motor.

Os ruídos são mais audíveis em arrancadas. Por isso, repare no som que o motor faz, principalmente em subidas. Ao detectar o problema, não demore para fazer a troca da peça — geralmente o procedimento é rápido e não provoca muitas dores de cabeça. Poupar o veículo de arrancadas bruscas também é uma boa para prolongar a vida útil dos coxins.

Powered by Rock Convert

5. Problemas no alternador

Esse é um dos tipos de problema mais comuns nos automóveis. Muitas vezes, é representado por um ruído contínuo e as causas são bem variadas. De forma geral, o alternador é responsável por ajudar a alimentar a parte elétrica do veículo.

Um alternador disfuncional provoca vários problemas elétricos. Por isso, os seus danos não são muito difíceis de se confundirem com os da bateria. Os sintomas geralmente se resumem à bateria descarregada, dificuldade para dar a partida, ruídos, indicador da bateria aceso, entre outros.

Procure fazer a prevenção da correia do alternador. Assim como as outras correias, a peça usa componentes e materiais que se desgastam e ressecam com seu uso prolongado. Se a correia se romper, o alternador fica comprometido.

6. Motor fundido

Esse é um dos problemas mais temidos pelos motoristas. Isso porque a fundição coloca a peça em um estado quase irrecuperável. Ele é causado pelo superaquecimento, muitas vezes provocado pela falta de lubrificação.

Geralmente, o problema começa com um pequeno barulho no motor, quando a peça aumenta a temperatura e tem performance reduzida. Se a manutenção for postergada, o problema pode terminar na fundição, simbolizada pelo som forte de atrito e completo travamento.

Boa parte das vezes, o motor fundido tem relação com a negligência dos próprios motoristas. Por isso, o ideal é efetuar algumas medidas de prevenção, como trocar o óleo, substituir os filtros e checar o nível do líquido de arrefecimento.

7. Filtro de combustível sujo

O filtro de combustível é o responsável por peneirar as sujeiras que a bomba de combustível passa para o motor, impedindo que os bicos injetores fiquem com funcionamento prejudicado. Um dos sintomas é a dificuldade para dar a partida. Isso porque o combustível passa a ter dificuldade para chegar ao motor, gerando consequências visíveis, como a perda de performance e mudança nas respostas do motor ao pedal.

Essa é a hora que você tem a impressão de que o carro está “engasgando”. A forma recomendada de solucionar esse problema é trocando o filtro de combustível. O procedimento é simples, basta se atentar às conexões e mangueiras para evitar vazamentos.

Como você viu, é importantíssimo prestar atenção quando se tem algum tipo de barulho no motor. Geralmente, isso é sinal de que as coisas não andam muito bem com a peça, exigindo cuidados para evitar danos mais graves. Além disso, ter esse cuidado é fundamental não só para preservar o carro, mas também por uma questão de segurança.

Lembre-se de que fazer manutenções de forma regular é a melhor garantia de que o veículo não vai apresentar problemas no futuro, além de contribuir para que você tenha menos gastos extras.

Quer saber mais sobre como ter mais segurança e evitar problemas no seu automóvel? Então, curta a nossa página no Facebook e não perca as nossas novidades.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *