Álcool ou gasolina: como saber qual dos dois vale mais a pena?

Bomba de combustível
3 minutos para ler

Se rodar com o carro faz parte da sua rotina, talvez você já tenha percebido como a economia de combustível pode fazer diferença no final do mês. Isso inclui descobrir se a opção mais vantajosa para você é álcool ou gasolina.

Pronto para pôr tudo na ponta do lápis? Esse post tem o objetivo de mostrar algumas dicas para saber qual tipo de combustível realmente vale a pena. Que tal continuar a leitura com a gente?

Como fazer o cálculo?

O primeiro carro flex produzido e comercializado em terras tupiniquins surgiu em 2003, aceitando álcool e gasolina. Com todos esses anos no país, a tecnologia se popularizou e fez as opções de combustível serem cada vez mais estudadas. Inicialmente, os motoristas podem optar pela alternativa que conta com o preço cheio mais baixo. O problema é que a economia acaba não se sustentando, já que depende do desempenho do carro.

Ainda assim, existe uma conta que indica o tipo de combustível mais vantajoso. Embora varie de acordo com o desempenho do motor, o álcool costuma valer a pena, se o litro custar abaixo de 70% a 75% do preço da gasolina. Ainda assim, esse valor é apenas uma aproximação e há fatores que pesam, como ar-condicionado e forma de dirigir, por exemplo.

Como saber se vale a pena abastecer com álcool ou gasolina?

Embora o valor seja importante na escolha de álcool ou gasolina, não é o único fator em que você deve prestar atenção. Existem vários outros para se levar em conta, e listamos alguns deles, a seguir.

Conheça os benefícios de cada combustível

Aqui, observe o que o tipo de combustível que você quer usar pode oferecer ao veículo. A gasolina aditivada, por exemplo, conta com uma série de produtos para limpar a sujeira interna e melhorar o desempenho. Já o álcool costuma gerar maior potência, podendo ser percebida na ficha técnica do veículo. A diferença aparece por causa da taxa de compressão do motor e o módulo define uma curva de avanço diferente, resultando em alguns cavalos extras.

Observe as consequências de rodar com álcool ou gasolina

Cada combustível conta com consequências específicas de seu uso. A gasolina, por exemplo, costuma ser mais poluente, já que o álcool é renovável e as emissões são neutralizadas pela cana-de-açúcar. O etanol ainda é eficiente para manter os bicos injetores limpos, tendo um efeito próximo ao da gasolina aditivada. Ainda assim, vale verificar a procedência, já que o combustível de má qualidade não conta com o mesmo efeito solvente.

Escolher álcool ou gasolina vai além do preço cheio e envolve vários fatores que pesam no custo-benefício. O mercado ainda apresenta outros tipos de combustível e alternativas, como os carros elétricos. Além disso, não se esqueça de que é preciso levar em conta como é o consumo do seu carro, o que costuma ser revelado usando o km/l como métrica. Vale também observar se o carro é econômico, na hora da compra.

E você, precisando de uma vistoria? A Olho Vivo Vistorias é uma ECV especializada no assunto, que já emitiu quase 2 milhões de laudos! É só entrar em contato!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.