fbpx

Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

7 dicas para ter segurança na compra de carro usado
Veículos

7 dicas para ter segurança na compra de carro usado

Basta uma breve análise do mercado automotivo para concluir: no Brasil, comprar carro zero é para quem tem dinheiro sobrando. O mercado de usados e seminovos oferece um custo-benefício muito maior ao consumidor.

Sabendo procurar, é possível levar para casa um seminovo bem equipado pelo mesmo valor de um novo com poucos acessórios. No entanto, a compra de carro usado requer alguns cuidados.

Por ser de segunda mão, o veículo pode ter passado por acidentes, sofrido alterações ou ter problemas de documentação. Pensando nisso, listamos sete dicas valiosas para você fazer uma compra segura e evitar dor de cabeça. Quer saber mais? Continue lendo o artigo!

1. Verifique a quilometragem

A quilometragem é um dos critérios mais importantes que precisam ser levados em conta na compra de carro usado. Veículos com baixa rodagem são mais valorizados, por terem pouco uso, estarem mais bem conservados e não exigirem muita manutenção. Por isso, costumam ser um pouco mais caros que aqueles com mais tempo de estrada.

Se mesmo assim você quiser adquirir um carro de alta quilometragem, acima de 60 mil km, redobre a atenção antes de fechar o negócio. Verifique minuciosamente o estado dos pneus, estepe, bateria, motor e desgaste dos pedais, para não levar um problema para a sua garagem, em vez de um sonho de consumo.

2. Veja se o carro passou por todas as revisões

Conferir se o carro passou por todas as revisões de fábrica é fundamental para tirar conclusões sobre suas condições de uso. Para isso, basta olhar os carimbos ou adesivos que constam no manual do proprietário. Caso as revisões não tenham sido feitas, provavelmente, você terá gastos extras com manutenção após comprar o veículo.

Muitos seminovos, inclusive, são vendidos com algumas revisões de fábrica ainda pendentes. Verifique esse dado e confira com a loja se esse benefício poderá ser transferido para você no ato da compra.

3. Realize uma vistoria veicular

Realizar uma vistoria cautelar é essencial para verificar a procedência do veículo. Nesse processo, são avaliados aspectos como o estado de conservação do automóvel e eventuais adulterações nos chassis e motores, que indicariam que o carro não está apto a rodar dentro da lei.

O chassi, em especial, é como uma identidade do veículo, pois contém dados importantes, como local de fabricação, ano e modelo. Comparar essas informações com as que constam nos documentos é importante para atestar, por exemplo, se não se trata de um carro roubado, adulterado ou até mesmo clonado.

A vistoria também é útil para descobrir se os impostos, como IPVA, seguro obrigatório e licenciamento, estão em ordem. Com uma consulta na base de dados do DETRAN, é possível checar essas e outras restrições, como multas não pagas, envolvimento do veículo em processos judiciais, sinistros abertos e financiamentos não quitados.

4. Desconfie de preços muito baixos

Com o perdão do clichê, “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Se você se deparar com um carro sendo vendido a um preço muito abaixo da média em relação ao ano e modelo, ligue o alerta, mesmo que a oferta seja tentadora. Hoje, é muito fácil encontrar anúncios desse tipo, sobretudo na internet.

Powered by Rock Convert

A principal dica é verificar a reputação do vendedor. Veja se ele fornece telefones de contato e endereço fixo, para conseguir avaliar a origem da oferta e descobrir as razões de ela ser tão baixa. Tente agendar um encontro para conhecer o carro de perto. Caso o anunciante não o atenda ou evite contato pessoal, fuja da cilada o quanto antes.

5. Nunca compre sem ver o carro

Por falar em contato pessoal, vamos à dica número 5: jamais compre um carro sem vê-lo ao vivo antes. Muitas vezes, o vendedor não tem o automóvel em estoque e tenta fechar negócio na base da lábia, dizendo que o item é “único dono”, “baixa quilometragem” ou coisas do tipo.

Nessas situações, quando o carro chega, normalmente não é nada daquilo que o lojista havia falado, e o cliente se sente lesado, enganado. Pela internet, o perigo é ainda maior: o veículo pode nem existir!

Por isso, sempre agende um dia e horário para conhecer o carro e fazer um test drive antes da compra. Só assim você poderá sentir o veículo e encontrar eventuais problemas que podem ter sido omitidos pelo vendedor.

6. Confira se o carro foi danificado em colisão grave

Avaliar se o carro sofreu alguma colisão grave é importante, pois é um fator que influencia diretamente o seu valor de mercado. Para isso, a principal medida é fazer uma vistoria detalhada na pintura com o carro seco e limpo.

Ao observar a lataria em um local bem iluminado, será possível ver pequenas diferenças na cor, caso o automóvel tenha sofrido acidentes no passado. As empresas de vistoria utilizam equipamentos técnicos que identificam a espessura das peças, o que possibilita constatar repintura, massa plástica ou soldas.

Outro ponto importante é verificar a simetria entre portas, para-choques e teto. Ondulações, pequenos amassados ou diferenças nas extremidades do capô são fortes indicadores de colisões. Dê também algumas pancadinhas com os dedos em diferentes regiões do carro. Se em alguns momentos sair um som diferente do normal, pode ser que a lataria tenha sido remendada com massa plástica.

7. Verifique se o carro passou por alguma enchente

Carros recuperados de enchentes nunca são um bom negócio, pois certamente apresentarão problemas estruturais e mecânicos no futuro. O jeito mais fácil de identificar esses veículos é pelo cheiro, que geralmente é encoberto com sachês próprios para disfarçar o odor.

No entanto, mesmo após a higienização, os indícios são perceptíveis aos olhares mais cuidadosos. Procurando bem, é possível encontrar barro e outros detalhes em locais pouco expostos. Se o tecido dos bancos e carpetes estiver manchado, também é um bom motivo para desconfiar.

Agora que você já sabe tudo sobre compra de carro usado, certamente está preparado para fechar um ótimo negócio! Basta fazer uma boa vistoria no carro, checar a documentação e se prevenir contra oportunistas mal-intencionados. Assim, será possível encontrar bons vendedores e fazer uma compra excelente para todos os envolvidos.

Gostou do artigo? Não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais. Essa é a melhor forma de ajudar seus amigos e familiares a comprar carros com total segurança!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *